domingo, 3 de julho de 2011

Remoção de Ferrugem


Outro dia ouvi, no serviço, uma coisa que já não é mais novidade, alguém disse que achou uma coisa velha na ruía e lembrou de mim. Ate trouxe a tal coisa velha, um alicate universal em estado de miséria. Esse aqui:






Eu já tenho mais alicates universais do que realmente preciso (se bem que ferramenta nunca é de mais), mas resolvi dar um trato nesse por dois motivos, assim deixaria um lá no serviço, para pararem de pedir os meus, e usaria pára demonstrar, aqui no blog, uma coisa bem útil e que já há algum tempo queria compartilhar com vocês leitores, como remover ferrugem de metais. Vamos lá


Primeiro passo, vá até uma loja de ferragens ou similar e compre uma garrafa de Limpa Piso, ou Limpa Pedra. “Mas Ronaldo, nunca ouvi falar nisso” Limpa Pedra é uma solução aquosa a base de cloreto de hidrogênio, ou ácido clorídrico. A forma comercial (essa que você vai comprar) vem impura e em baixa concentração, e é chamada de ácido muriático. É coisa que qualquer pedreiro conhece por se usar em limpeza após colocação de pisos e azulejos. Normalmente vem numa garrafa de 1 litro, verde como aquelas antigas de água sanitária.


MUITA TENÇÃO, LIMPA PEDRA É UM ÁCIDO, MANUSEI-O COM LUVAS E MÁSCARA, E EM AMBIENTE ABERTO E AREJADO.


Depois arrume um recipiente adequado ao tamanho do objeto que será decapado (removida a camada superficial, no caso ferrugem), sendo que ele tem que ficar totalmente imerso, mas não convém um recipiente muito grande para não haver desperdício.


ATENÇÃO, NÃO USE RECIPIENTE DE METAL OU MADEIRA EM HIPÓTESE ALGUMA. APENAS PLÁSTICOS OU VIDROS SERVEM.


Eu usei uma daquelas bandejinhas de isopor em que vem coisas do mercado. Ah, isopor também serve.






O Limpa Pedra normalmente é transparente como água, mas dependendo da marca pode ser amarelado. Quando se mergulha a ferramenta, de imediato não acontece nada, mas em aproximadamente um minuto começa a reação e acontece a formação de bolhas de gás que se desprendem da ferrugem. “Sério?” É, sua ferramenta ferve como um Cebion, mas sem aquecer.


ALÔ MAIS UMA VEZ, DURANTE ESSA REAÇÃO SÃO LIBERADOS VAPORES ÁCIDOS, ENTÃO A MENOS QUE VOCÊ TENHA UM SISTEMA EFICIENTE DE EXAUSTÃO, COMO EU, FAÇA ISSO EM AMBIENTE ABERTO E BEM VENTILADO, E LONGE DE CRIANÇAS, ANIMAIS OU QUALQUER COISA QUE POSSA SER PREJUDICADA PELOS VAPORES.


Tá, chega de letras maiúsculas. Após algum tempo já dá pra ver que o líquido está escurecendo e ficando verde, as bolhas estão diminuindo e o aço está ficando cinza escuro, perdendo aquele tom avermelhado. Isso quer dizer que está praticamente pronto. Observe a foto:







Aqui mais em detalhe:





Não deu pra fazer uma foto muito de perto porque os vapores poderiam detonar minha câmera. Mas como estava com tempo sobrando, fiz também um filminho






Após aproximadamente sete minutos de banho o alicate saiu assim:





Isso, claro após ser bem valado com detergente neutro. AH, mas tem uma coisa, após a decapagem com ácido o metal sai com absolutamente nenhuma proteção contra uma nova oxidação. Tanto é que eu costumo secar com o soprador térmico, porque se você pendurar pra secar, cinco minutos depois ele já está ficando amarelado de ferrugem novinha. O que fazer então? Há duas opções, você pode besuntar a ferramenta com óleo, caso isso seja praticável,  ou aplica imediatamente um fundo ou pintura. Nesse caso optei pela pintura, um esmalte sintético simples, só pra dar acabamento.






Como não havia isolamento no cabo e eu não tenho fita isolante líquida, fiz um improviso que se vê muito por aí, e que funciona, embora eu particularmente não aplique aos meus alicates: usei mangueira de PVC 5/16 x 1,5. O segredo para que ela não escape é usar uma medida interna menor que o cabo do alicate. “Ah, Ronaldo, mas se ela é menor que o cabo do alicate como é que encaixa?” Fácil, você empurra até que não entre mais, aí aquece a ponta dela com o soprador térmico e empurra mais que ela  vai te quase a articulação. Aí é só cortar pouco depois do cabo e fazer o mesmo no outro cabo. “Mas Ronaldo, eu ainda não tenho um soprador térmico, posso aquecer com o isqueiro?” Nada de isqueiro, use uma mangueira mais larga, que entre com facilidade, passe cola de silicone, ou outra de boa qualidade, no cabo, encaixe e deixe secar completamente. Pronto.

13 comentários:

  1. Ronaldo
    Muito útil as suas postagens, só para completar, um alerta, para decapar tem que ser em um ambiente bem ventilado e longe de qualquer objeto metalico, pois os vapores são altamente corrosivos, eu tive uma experiencia desagradável,pois apesar de ter feito o serviço em uma area ventilada, os vapores acabaram penetrando na oficina provocando oxidação em todos os materiais que estavam expostos. Segundo, para se colocar uma mangueira menor, sem ter aquecedor, basta martelar a mangueira, que ela amolece do mesmo jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima postagem,exige porém muito cuidado com manuseios. Proteção porque é um ácido forte. Usei também em algumas ferramenta e parafusos enferrujados. Usei o limpa-pedras da marca JUGATHA, barato e eficaz. Muito cuidado com a respiração. Use máscaras. Você pode mergulha as ferramentas em um pouco do limpa-pedras e depois reaproveita-lo se houver conveniência. Eu já havia feito isso. Funciona corretamente. Jamil Haddad-Ouro Fino - M.G.

      Excluir
  2. Anônimo, obrigado pelas dicas. Dá uma olhadinho no blog usando outro navegador, no texto existem três parágrafos abaixo da segunda foto, o do meio explica sobre os vapores ácidos e a necessidade de um ambiente ventilado, mas ele está em vermelho, negrito e cheio de estilos de texto, e pelo visto ele não está aparecendo para você. Eu tenho tudo problemas de visualização e edição no Blog quando uso o FF, então tive que instalar o Chrome.
    No final de semana vou adicionar mais algumas fotos e informações neste tópico, além de assuntos novos, então sinta-se convidado e voltar mais e mais vezes, e não deixe de comentar.

    ResponderExcluir
  3. Nesse caso eu usei tinta spray, dessas de lata. Não gosto de usar pincel e não valia a pena ligar o compressor pra pintar uma coisinha tão pequena.

    ResponderExcluir
  4. Olá amigos! Gostei muito desse blog e futuramente almejo fazer um também com dicas...no momento tô apenas reunindo alguns projetos meus caseiros. Só pra complementar gostaria de dar uma dica de proteção anti corrosica: após bem limpo todo o material, vc pode aplicar duas demãos de zarcão serralheiro ou então o primer cinza duas demãos+tinta esmalte sintético com a cor da sua escolha...opte por uma cor de fácil visualização em ambientes escuros ou com pouca visibilidade, melhor pra tu. Excelente post, gostei!

    ResponderExcluir
  5. Opa, obrigado pela colaboração, boas dicas nunca são de mais.
    Ah, em breve esse tópico receberá um upgrade, colocarei mais fotos e mais dados.
    UM abraço.

    ResponderExcluir
  6. ola Ronaldo vc pode usar suco de limão cravo que vc tera um efeito igual . sem o perigo de gases toxicos. Ederbal .

    ResponderExcluir
  7. Voce já viu fazer isso com eletricidade (de um carregador de baterias ou uma fonte de PC) , carbonato de sódio (barrilha para piscina e um pedaço velho de inox) ? Procure no google por : rust removal by electrolysis. A barrilha é chamada em ingles de "baking soda", que pode confundir com soda cáustica. Dá uma olhada no orkut na comu "viciados em ferramentas" com o assunto: REMOVEDOR DE FERRUGEM ELETROQUÍMICO.
    Sauddações.

    ResponderExcluir
  8. Não deve haver um banho neutralizador, após a decapagem não?

    ResponderExcluir
  9. Valeu, grande dica.
    Será que posso usar pra limpar minhas dobradiças das portas..
    Estão bem feias por conta da ferrugem..

    Outras dúvidas..
    1 - Posso fazer o mesmo para limpara ponteiras de uma parafusadeira ?
    2 - Posso usar um desemgripante para proteger após a limpeza ?

    Abs.

    ResponderExcluir
  10. Fiz isso em escala grande. Num barril de plástico de 200 litros coloquei três partes de água e uma de ácido muriático e mergulhei um bloco de motor Chevrolet V8. Essa solução limpou maravilhosamente as camisas de água do bloco, que costumam acumular muita ferrugem. As passagens de água ficaram limpinnhas. Em seguida mergulhei o bloco numa solução de água e soda cáustica para remover depósitos de borra de óleo e neutralizar o ácido.

    ResponderExcluir
  11. Fiz isso em escala grande. Num barril de plástico de 200 litros coloquei três partes de água e uma de ácido muriático e mergulhei um bloco de motor Chevrolet V8. Essa solução limpou maravilhosamente as camisas de água do bloco, que costumam acumular muita ferrugem. As passagens de água ficaram limpinnhas. Em seguida mergulhei o bloco numa solução de água e soda cáustica para remover depósitos de borra de óleo e neutralizar o ácido.

    ResponderExcluir