domingo, 20 de maio de 2012

Apertando as Porcas da Roda com Segurança


Pode até parecer que uma coisa não tem a ver com a outra, mas morar perto da Embraer tem me ajudado muito com as gambiarras. Como? Tenho conhecido gente ligada à aviação (engenheiros, mecânicos e montadores), que têm me ensinado coisas muito interessantes, principalmente na área de segurança. Como vocês devem imaginar, na aviação,  segurança é prioridade.
Um das coisas que aprendi é o perigo do sobre torque. Sobre torque é quando você aperta um parafuso ou porca além do necessário, e muitas vezes, além do que ele suporta. E na construção de uma aeronave (outra coisa que aprendi, falar aeronave e não avião) cada parafuso tem seu torque ideal de aperto determinado pelos engenheiros, de acordo o uso e os materiais de que é feito e em que será aplicado. Essa informação vai para o manual de manutenção da aeronave e, acreditem, o (bom) mecânico não aperta um parafuso sem ler o manual antes, literalmente! Pode parecer muito, mas são esses cuidados aparentemente exagerados que fazem da aviação o meio de transporte mais seguro existente.
Já com esse conceito no sangue, fiquei atento a não apertar muito os parafusos que vi pela vida, até o dia em que meu pneu furou e eu tive que retirar a roda do carro. Bem, eu peso mais de 90kg e precisei não só subir, mas pular sobre a chave de rodas para que as porcas soltassem. Salta aos olhos que isso está exagerado, e como meu carro é um Del Rey, assim como Corcel e Pampa, tem a roda presa por apenas três parafusos, quer dizer, se um quebrar, vai fazer muita falta.
Qual a solução mais óbvia? Claro, comprar um soquete 19 e um torquímetro bem modesto. Modesto quer dizer barato? Claro, afinal estamos trocando uma roda, e não construindo um foguete. Mas antes, vamos dar uma olhada no manual do veículo... hum, “Substituição das Rodas”... página 47... Epa! O manual não informa o torque ideal. Vacilo da Ford, viu?
Vamos ao Plano B: as rodas do Del Rey são presas com porcas que atarraxam aos parafusos que ficam presos no tambor de freio (por isso são chamados de prisioneiros).



O primeiro passo foi soltar as porcas apertadas excessivamente e limpá-las com solvente para remover graxa e toda a sujeira que ela retém. O que eu pretendia era apertar as porcas apenas com a força dos braços, tendo assim certeza de que não haveria exagero. Mas aí bate exatamente a mesma dúvida que você acabou de ter: será que está suficientemente apertado? As porcas não vão se soltar enquanto eu dirijo? Há essa possibilidade sim, por isso, voltando àquele papo de aviação, lancei mão de um artifício muito usado em aeronaves, o freno. Freno nada mais é que um modo de evitar que porcas ou parafusos afrouxem por causa da vibração, e o mais comum deles é o freno com arame.
Como funciona? Simples demais, as cabeças dos parafusos têm furos passantes, geralmente em todas as seis faces, e o freno é feito da cabeça de um parafuso para a do outro, um arame torcido passa por dentro da cabeça, contorna-a no seu sentido de aperto e depois faz a mesma coisa na outra, ainda no sentido de aperto. Para que? Se um dos parafusos tentar desapertar, puxará o arame, fazendo com que o outro parafuso aperte ainda mais. Como isso não é possível, eles simplesmente não desapertarão. A explicação ficou complexa? Olhem a foto aí embaixo, ela mostra que a coisa é bem simples.



Entenderem o conceito? Se um parafuso tentar girar no sentido de desaperto, vai girar o outro no sentido de aperto, como um cabo de guerra, cada um puxando o outro na direção oposta sem que ninguém saia de onde está.
Bem, explicado o conceito, vamos à mão na massa. Porcas soltas e limpas de poeira e graxa, foram todas passadas pela escova de aço para remover qualquer tinta velha ou outras incrustações, depois cada uma foi vistoriada com uma boa lente de aumento em busca de sinais de dano. Estavam todas em bom estado, portanto aptas a voltar ao serviço.  Aqui cabe uma explicação, esse serviço foi feito como experiência, em uma única roda, no sábado, quando fiz as fotos, e depois feito pra valer em todas as rodas no domingo, por isso as porcas que você verá ainda estavam sujas.
Para que o arame tivesse onde passar, prendi cada porca à morsa e fiz uma marca com a punção, para a broca não correr.



Depois a coloquei na furadeira de bancada e fiz um furo passante com uma broca de aço rápido da Irwin medindo 1/16 de polegada. Ao contrário do que eu supunha, o aço da porca é bastante macio, não forçando em nada a progressão da broca, mesmo assim usei fluido de corte porque o seguro morreu de velho.




Já no lugar, ficou assim:



Agora foi só fazer o freno propriamente dito, que no meu caso foi entre três pontos:



Aqui detalhes de como o arame passa pelas porcas intermediária e final:




As marcas vermelhas? Aprendi também como o povo da viação, chamam-se linhas de fé e servem para mostrar se houve deslocamento da porca em relação à roda, caso uma delas fique desalinhada da outra.
E depois da calota colocada, ninguém diz que tem coisa diferente ali.



A instalação do arame não tem muito segredo, mas precisa de uma ferramenta especial chamada alicate de freno, que eu comprei a preço de banana por ser sucata da (adivinha!) Embraer. Eu não fiz um vídeo, mas achei este aqui na internet e com a licença do autor, vou colocar aqui pros leitores verem como a coisa se desenrola... ou nesse caso, enrola.





É isso aí, espero que você goste e fique à vontade para deixar comentários e opiniões. E não se esqueça de dizer seu nome, para eu poder conhecer melhor os visitantes.

That's it, hope you enjoy and feel free to leave comments and opinions. And do not forget to say your name, so I can better understand visitors.

23 comentários:

  1. Caro
    Ronaldo

    Eu estava navegando pela internet e dei de cara com o seu blog. Como adoro "gambiarras", li com atenção cada uma das soluções apresentadas por você.
    Parabéns! Uma mais engenhosa do que a outra.
    Seu blog passará a fazer parte dos meus Favoritos.
    Um grande abraço.

    Waldir
    www.jornalrapidix.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, mas essa é uma notícia. Infelizmente eu nunca tive tempo nem a manha de divulgar o blog, então cada novo leitor é uma conquista. Leitores fieis, então, nem se fala.
      Seja bem vindo, Waldir, visite sempre o blog que, dentro do possível, eu vou tentando colocar uma coisinha ou outra, mas parado ele nunca fica.
      Pode opinar, criticar, perguntar, fique à vontade. Caso queira publicar alguma criação sua, o espaço está aberto também, já tivemos uma gambiarra do leitor com o reboque para triciclo.
      Seja bem vindo e apareça sempre.
      Um abraço.

      Excluir
  2. Ronaldo, parabéns pelo blog. Sempre dou uma passada por aqui para me inspirar. Será que a sucata da Embraer não tem outro alicate desse para fornecer a um amigo goiano ? meu email: lusofer [at] gmail [dot] com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, infelizmente há muitos domingos que eu não consigo ir na feira onde comprei este alicate, mas na próxima chance verei se acho um em bom estado, qualquer coisa eu entro em contato.
      E eu acho que aqui pode colocar endereço de e-mail sem problemas, pelo menos da minha parte não pega nada.
      Um abraço.

      Excluir
  3. Ronaldo,
    Encontrei seu blog acidentalmente. De início, deparei-me com o projeto da solda de ponto... Admirado com a engenhosidade, varri o blog inteiro, onde tive a satisfação de aprender muito sobre assuntos diversos.
    Enfim, não sou engenheiro ou mecânico, mas cresci lendo as revistinhas do Beda Marques e observando meu versátil pai, que não tinha dinheiro para consertar as coisas, mais se virava como podia...
    Entendo que o material deste site vale um programa televisivo. Imagino que não seja sua pretensão; outrossim, não sou a pessoa indicada para avaliar talentos da mídia... Todavia, muita gente se interessa pelo que vc escreve. Brasileiro gosta do "do yourself". Assim, sugiro que o amigo continue a brindar os leitores com seu brilhantismo e, num futuro, cogite a idéia de lançar esse matérial na mídia (seja impressa, seja televisiva). Estou certo que alguém se interessará. Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de mais nada, claro, obrigado pelas palavras tão gentis de incentivo. O blog, infelizmente, não tem recebido a atenção que merece, não por falta de interesse, mas pelo pouco tempo que me sobra, tanto para colocar matérias novas, como para responder aos leitores. Um espaço na mídia, nem penso em ter, mas minha vontade era, além do material escrito, criar tutoriais em vídeo para facilitar o entendimento de quem pretendo refazer em casa as pequenas criações que publico aqui.
      Para o ano que vem, quem sabe com meu tempo ficando mais folgado, pode ser que o blog receba esse incremento?
      Até lá conto com sua presença aqui, opinando, criticando e, se quiser, publicando também as suas gambiarras, afinal, o espaço é democrático e sempre aberto aos amigos leitores.
      Um grande abraço.

      Excluir
  4. Ronaldo boa tarde.
    Parabéns pelas "gambiarras", achei por sorte seu site na net e gosto muito de realizar gambiarras nos momentos de folga tbm
    Gostaria de saber se vc é de SJC tbm e onde compra as coisas por preço de Banana, tipo o alicate da Embraer. Sou de SJC tbm! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Unknown, na verdade eu sou do RJ, mas vim para o Vale do Paraíba há alguns anos (e não me arrependo). Coisas baratas eu procuro sempre em sucatas, não tenho nenhuma fixa, vou sempre olhando as novidades e compro na que tem uma coisa que me interesse.
      O alicate eu comprei em Taubaté; aos domingos tem uma feira de bugigangas no Centro da cidade, próxima ao Mercado Municipal, chamada Feira da Barganha, lá você encontra muitas ferramentas, novas ou usadas. Passa lá qualquer dia e você vai se divertir.
      Obrigado pela visita e pelos elogias, apareça aqui no blog sempre, vou tentar colocar coisas novas ainda nessa semana.
      Um abraço.

      Excluir
    2. Ok Ronaldo, eu não conhecia esta feira não, fica bem perto do mercado mesmo? Vou dar uma passada lá sim. Eu sou louco por ferramentas, mas vc sabe muito bem que se for comprar uma novinha nas lojas, os preços são um absurdo.
      Em SJC tem uma feira assim tbm aos domingos perto da Rodoviária Nova, mas o pessoal abusa nos preços tbm! Meus parabéns novamente, já assineu seu blog no meu feed de notícias para estar sempre acompanhando as novidades!

      Excluir
    3. Fabrício, a feira fica na Avenida Desembargador, que passa colada com os fundos do Mercado Municipal, não tem como erras, é muita gente e muita barraquinha, você verá de longe. Vai lá sim que é muito legal, mas vá mal vestido, porque os preços são sempre de acordo com a cara do freguês. Pra você ter uma idéia, um alicate de freno novo, que vi na Potenza (Taubaté), estava pra mais de 300 reais. Fico mesmo com os meus de segunda mão.
      Obrigado por ter assinado o Blog, vou tentar ser mais assíduo e colocar matérias com mais frequência.
      Um abraço.

      Excluir
  5. Olá amigo,

    Parabéns pelo seu site, está magnífico. Me inspiram várias ideias sobre ele. Também sigo muito sua métrica, tenho várias gambiarras que funcionam. Mas não tenho tanta sua vontade e ideia de bater fotos e escrever.

    Se quiser trocar uma ideia, me mande um email: alanofsuburbia@hotmail.com


    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelos elogios, Alan; atualmente estou um pouco sem tempo para fazer e postar matérias novas porque estou no período final dos estudos, então é prova em cima de prova. Hoje ganhei uma folga do serviço, por isso resolvi fazer uma maratona de respostas aos visitantes do blog.
      As minhas gambiarras são ilustradas e explicadas porque a ideia do blog é formar um tutorial de soluções fáceis, para ajudar aquelas pessoas que estão passando ou já passaram pelo mesmo que eu. Mas se você quiser participar e não tiver um passo a passo do que já fez, não tem problema, pode simplesmente tirar umas fotos da gambiarra já pronta e fazer um textinho explicando de forma resumida, como fez o Robertinho, que mandou as fotos do Reboque pra Triciclo (http://gambiarrasmaravilhosas.blogspot.com.br/2011/10/reboque-para-triciclo-gambiarra-do.html).
      Vamos trocar umas ideias sim, e não deixe de visitar o blog, dentro do possível vou tentar colocar coisas novas nele.
      Um abraço.

      Excluir
  6. Respostas
    1. Desisti não, rapaz, é que o tempo andou encurtando cada dia mais, e além de não poder mais fazer minhas gambiarras para colocar no blog, nem tempo para responder às perguntas dos visitantes eu tinha mais.
      Hoje, aproveitando o feriado prolongado, decidi que colocaria as respostas em dia de qualquer jeito, nem que tivesse que escrever até a madrugada.
      Tenho duas coisinhas novas para postar, mas é coisa simples, amanhã colocarei uma delas, só faltam umas últimas fotos. Até o final do ano o blog voltará à vida, e no ano que vem as coisas ficarão mais tranquilas por aqui, aí ele decolará novamente. Aguarde que vem coisa boa por aí.
      Um abraço.

      Excluir
  7. Opa Ronaldo, bom ver que você ainda continua com suas gambiarras por ae. hehe
    acompanho esse blog seu já ha algum tempo, inclusive já tentei achar algum contato mas sem sucesso. Uma pena você ter sumido assim das redes sociais (pelo menos das quais eu conhecia).

    E Falando sobre o assunto (muito interessante por sinal), nesse exemplo do vídeo aí, o cara passa o arame no propria parafuso, nesse caso não tem uma porca apertando a outra, mas o arame evitando que a porca se desafrouxe, estou certo?
    e uma última pergunta, vc sabe como se chama em ingles essa ferramenta utilizada? caso não ache uma dessa por aqui ou com um preço muito alto, acho que la fora é mais viável arrumar. hehe

    Enfim, um forte abraço, e se tiver afim de disponibilizar alguma forma de contato, ficaria satisfeito em poder falar com você de novo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Ronaldo, sendo você um doutor nas gambiarras peço seu conhecimento para uma solucionar uma questão.

    Preciso dobrar tubos de 20mm para confecção de um coletor escape para uma CBR450SR. Onde moro tenho acesso a inúmeros locais que realizam solda, mas não conformam tubos.

    Pensei em utilizar curvas do coletor de outras motos, inclusive a bengala de um VW1200, mas acho que já que estou na lama melhor tentar algo mais interessante.

    Pensei em comprar um tubo com costura em uma loja de aço, enchê-lo de areia e aquecê-lo na churrasqueira a fim de dar uma melhor mobilidade.

    Chumbar um vergalhão em U no em um concreto no piso e torcer as curvas com a força do braço até que atinjam as curvas necessária.

    Devo gastar R$ 25 reais com "ferramental" e uns R$ 25 com o tubo. Algo em torno de R$ 60 com solda e resolvo o problema do coletor de escape.

    Tem alguma outra sugestão?

    Abraço,

    Rafael Aun


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, a minha sugestão é que você fotografe e depois mande para cá, pra compartilhar com os leitores do blog. Porque é exatamente isso que eu faria no seu lugar, acho que você está no caminho certo e que vai funcionar.
      Um abraço.

      Excluir
  9. Boa dica essa, lembrei-me uma vez que a roda do corcel saltou, e é incrível que as coisas acontecem rapidamente, sorte nossa que nada nos aconteceu, tenho acompanhado seu blog a tempos, abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, essas coisas acontecem numa piscada de olhos. Obrigado pela visita e por acompanhar o blog.
      Um abraço.

      Excluir
  10. Ronaldo
    Pafabens. Vi tudo em seu blog e achei muito legal. Gosto também de criar e inventar em minha oficina. E se me permite, vou copiar sua luminaria para furadeira de bancada. Faz falta...
    Vou aproveitar e pedir sua ajuda.
    Estou querendo fazer um retificador eletrico, para fazer banho de parata, O terificador trabalha com baixa voltagens ( 12 voltas) mas com amperagem alta 10 a 30 ampares. tem alguma ideia de como faço isso?
    Parabens pela sua idéias e pelo blog. Admiro gente que faz as coisas!
    Grande abraço desse amigo de Mogi das Ctuzes-SP.
    Aurelio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aurélio, por favor,m copie a vontade, o blog é para isso mesmo, compartilhar as ideias.
      Quanto à retificar 12v, é fácil, você vai usar uma ponte retificadora Ponte Retificadora KBPC5010 , que suporta até 1000V e 50A, cada uma. Como é um produto muito barato, custa menos de R$9,00 cada uma, aconselho que use duas em paralelo e as coloque em um bom dissipador de calor com ventoinha.
      E se se quiser, pode fotografar a sua gambiarra e mandar aqui que eu publico nas Gambiarras dos Leitores. Boa sorte, e um grande abraço.

      Excluir
  11. Maravilhosas dicas!

    Nunca tinha ouvido nada disto. Obrigado!

    ResponderExcluir
  12. pelo tamanho do prisioneiro da pra saber o torque aproximado, mas costuma ser entre 6kgf e 10kgf..

    ResponderExcluir